Ana səhifə

Título: Contribuição para Estudo Etnofarmacológico e Farmacognóstico de Marrubium vulgare L. Autores: Correia cf, Costa bac, Dionizio L, Camilloti J, Fernandes B., Vianna, W. O. Orientadora: Profa. Dra


Yüklə 7.48 Kb.
tarix26.06.2016
ölçüsü7.48 Kb.
Título: Contribuição para Estudo Etnofarmacológico e Farmacognóstico de Marrubium vulgare L.

Autores: Correia CF, Costa BAC , Dionizio L, Camilloti J, Fernandes B., Vianna, W.O.

Orientadora: Profa. Dra. Wânia de Oliveira Vianna

Instituição: Disciplina de Farmacognosia Aplicada – Curso de Farmácia e Bioquímica - UNIP / Campinas.
Marrubium vulgare L , conhecida popularmente como marroio ou marroio branco,foi descoberta no Antigo Egito como remédio para tosse. É uma planta herbácea, de caule lenhoso, quadrangular, medindo 40-60 centímetros de altura, densamente lanoso. As folhas são esbranquiçadas, arredondadas, pecioladas, crenadas, bolhosas na página superior e lanosas na inferior. As flores são brancas, dispostas em verticilos globosos, compactos na axila das folhas superiores, cálice tomentoso. O fruto é um tetraquênio. Apresenta cheiro intenso e sabor picante e amargo. É originário do norte da África, Ásia e Europa, sendo introduzido mais tarde nos outros continentes. Cresce sobre solos ricos em nitrito, margens de campos, terrenos baldios e lugares úmidos. Apresenta em sua composição fitoquímica, compostos como: álcoois, diterpênicos, fenilcarboxílicos, flavonóides, traços de óleo essencial, taninos, saponinas, mucilagens entre outros. É indicado nas afecções digestivas, respiratórias e hipertensão arterial. A presença dos ácidos fenilcarboxílicos reforça sua ação colerética. Por outro lado, a marrubina é uma substância cardioativa, útil nos casos de taquiarritmias e extra-sístole. O óleo essencial em conjunto com a marrubina, as mucilagens e as saponinas proporciona atividade expectorante e fluidificaste das secreções bronquiais, por outro lado o óleo essencial exibe qualidade vasodilatador e esquistossomicidas. O chá das folhas é estimulante cardíaco, apresentando como princípios ativos os glicosídeos cardiotônicos. O caráter amargo-salino da marrubina pode gerar náuseas e vômitos. A alta dose pode produzir efeitos catárticos como arritmias cardíacas. Não sendo indicada para gestantes. Deve-se ser administrada em forma de infusão, extrato fluido, tintura ou em pó.

Palavras Chave: Marrubium vulgare L, marroio, estimulante cardíaco


Título: Contribuição para Estudo Etnofarmacológico e Farmacognóstico de Marrubium vulgare L.

Bruna Cristina Araujo Costa 568955 -4

Bruna Fernandes 314584-0

Carina Fernandes Correia 567160 -4



Juliana Camilloti 317784-0

Letícia Dionizio 318718- 7


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©atelim.com 2016
rəhbərliyinə müraciət