Ana səhifə

Ampliando fronteiras: oficinas de prevençÃo de gravidez na adolescência


Yüklə 9.5 Kb.
tarix25.06.2016
ölçüsü9.5 Kb.
AMPLIANDO FRONTEIRAS: OFICINAS DE PREVENÇÃO DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA.

Luiza Tatiana Forte1

Patricia Forte Rauli2

Silvia Hey3

Margareth Grassani4

RESUMO

A Faculdades Pequeno Príncipe em parceria com o Instituto Mundo Melhor realizou em 2013 duas oficinas de prevenção com adolescentes com o tema gravidez na adolescência. O Relatório da Situação da População Mundial 2013, publicado pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) destaca que a cada dia 20 mil meninas com menos de 18 anos dão à luz em países em desenvolvimento e que do total anual de 7,3 milhões de novas mães adolescentes, 2 milhões têm menos de 15 anos(www.unfpa.org). A adolescência é uma fase do desenvolvimento que traz uma séria de transformações nos componentes biológicos, psicodinâmicos e sociais. O presente trabalho tem como finalidade apresentar o relato de experiência da atividade desenvolvida com adolescentes que participam do Programa Jovem Mãe do Instituto Mundo Melhor, Paraná- Brasil. O trabalho foi realizado por docentes e acadêmicos do 3º e 4º período do curso de graduação em psicologia, como atividade de extensão e teve como objetivo conscientizar um grupo de 90 adolescentes meninos e 90 adolescentes meninas sobre questões desta etapa vital com foco na sexualidade e prevenção de gravidez. O trabalho foi desenvolvido em novembro de 2013, em duas oficinas com a duração de quatro horas cada. O trabalho foi realizado utilizando-se metodologias ativas de ensino-aprendizagem como: a) aquecimento teórico com apoio de powerpoint; b) música sobre questões do adolescer; c) construção de máscara sobre o ser adolescente, o ser pai, o ser mãe e d) construção de cartazes sobre métodos de prevenção da gravidez e sobre mudanças na vida do adolescente grávido. Todas as metodologias foram sustentadas com roda de conversa e apresentação das produções para o grande grupo. Como resultados, avaliados na roda de conversa final com os adolescentes, foram apontados a aquisição de conhecimentos sobre sexualidade e gravidez na adolescência, a liberdade de poder perguntar e de se expressar com relação ao tema além da reflexão sobre as mudanças na vida dos pais adolescentes pós gravidez.


PALAVRAS-CHAVE: Adolescência. Sexualidade. Gravidez. Prevenção. Educação.

REFERÊNCIAS

BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2011v32n1p25. Acesso em: 06/08/2014.

CREPALDI, Maria Aparecida. BÖING, Elisângela. Os Efeitos do Abandono para o Desenvolvimento Psicológico de Bebês e a Maternagem como Fator de Proteção, Estudos de Psicologia, Campinas, vol.21, n.3, p.211-226, setembro – dezembro 2004.

Maternidade Precoce: enfrentando o desafio da gravidez na adolescência. Relatório Situação da População Mundial 2013. Disponível em: http://www.unfpa.org.br/Arquivos/SWOP%202013%20-Portugues.pdf. Acesso em: 06/08/2014.




1 Psicóloga, Diretora de Extensão e Docente da disciplina de Momento Integrador III das Faculdades Pequeno Príncipe. tatiana.forte@fpp.edu.br

2 Psicóloga, Diretora Geral e Docente da disciplina Projeto Solidariedade das Faculdades Pequeno Príncipe. patricia.rauli@fpp.edu.br

3 Psicóloga, Coordenadora de Curso e Docente da disciplina de Teorias e Técnicas em Psicanálise das Faculdades Pequeno Príncipe. silvia.hey@fpp.edu.br

4 Psicóloga, Coordenadora de NEMP e Docente da disciplina de Psicologia Organizacional e do Trabalho das Faculdades Pequeno Príncipe. silvia.hey@fpp.edu.br




Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©atelim.com 2016
rəhbərliyinə müraciət